perspectivas-tendencias-mercado-imobiliario-2020
primar

Mercado imobiliário: perspectivas e tendências para 2020

A recuperação do mercado imobiliário no Brasil, que teve início nos dois anos anteriores, apresenta sinais de continuidade em 2020 e as boas perspectivas estão principalmente nas duas pontas do setor. Mesmo em meio à crise, a moradia popular mantém o desempenho no mercado e no segmento de imóveis de alto padrão o otimismo é ainda maior. 

As reduções nas taxas de juros do financiamento imobiliário em bancos públicos e privados colaboram para aquecer os negócios. Em contrapartida os compradores que têm recursos reservados começam a ganhar confiança para investir. 

Vale lembrar dados divulgados pelo Secovi Rio, sindicato das empresas de habitação do Rio de Janeiro: de acordo com a entidade, o terceiro trimestre do ano passado apresentou alta de 4,9% no total de negociações de imóveis. A capital fluminense registrou no período 12.827 imóveis negociados, 527 a mais em comparação com o terceiro trimestre de 2018. Desses, 62,7% com valor até R$ 300 mil e 6,9% avaliados a partir de R$ 951 mil (imóveis de alto padrão). 

Panorama do mercado imobiliário 

perspectivas-tendencias-mercado-imobiliario-2020(1)

Principal produto do Centro de Pesquisa e Análise da Informação do Secovi Rio, o “Panorama do Mercado Imobiliário” completa 10 anos em 2020. Em evento realizado no dia 13 de fevereiro, a entidade apresentou na 10ª edição, entre outros dados, a análise da década em bairros, comparação entre os valores de oferta dos imóveis e negociações concretizadas no período.

O documento traz ainda indicadores sobre condomínios, locação, compra e venda, lançamentos e financiamentos em todas as regiões da cidade no período de janeiro a dezembro de 2019. Os dados foram apresentados pelo vice-presidente do Secovi Rio, Leonardo Schneider. O Panorama do Mercado Imobiliário também relata o impulso da diversificação de investimentos imobiliários e a redução do custo do financiamento imobiliário, resultados da queda de juros básicos no ano passado. 

Novo Código de Obras do Rio 

Outro destaque apresentado no evento foi a mudança na legislação municipal em relação ao Novo Código de Obras do Rio. As alterações favorecem empreendimentos voltados a imóveis residenciais compactos. A legislação agora permite a construção de prédios com apartamentos de 25m² de área mínima. 

Considerado um novo conceito de habitação, o coliving, onde pessoas têm seu próprio quarto e compartilham áreas comuns, é outra tendência para esse ano. Esse cenário incentiva as construtoras a prepararem lançamentos. O setor vê nesse segmento um reforço do movimento crescente do mercado imobiliário. 

Boas expectativas 

perspectivas-tendencias-mercado-imobiliario-2020

O diretor de locações e vendas da Primar Administradora, Marco Antônio Samuel Silva Freitas, representou a empresa no evento do Secovi Rio e ressaltou que as expectativas são boas para esse e o próximo ano. Marco Freitas destacou a palestra de Leonardo Schneider, que apresentou indicadores dos anos anteriores com base em dados do sindicato. 

“O segundo semestre do ano passado já teve indicadores que demonstraram uma melhora. O entusiasmo é maior no mercado imobiliário. Destaque para o mercado secundário, que envolve locações, compra e venda de imóveis usados”, disse Freitas. O diretor de locações e vendas da Primar também comentou a palestra do presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro (Ademi-RJ), Claudio Hermolin. “Ele tratou do mercado primário, que são os imóveis em lançamento, ou seja, os imóveis novos”, explicou Freitas.

Segundo o diretor de locações e vendas da Primar, a melhora fica evidenciada principalmente na retomada do mercado nos imóveis acima de R$ 1,5 milhão. “A expectativa também é muito boa para que o mercado de compras e vendas como um todo ganhe força. O Claudio Hermolin explicou que em São Paulo já teve essa retomada do mercado e a consequência é que o Rio também vai surfar essa onda”, destacou. 

Marco Freitas reafirmou que a partir dos novos dados do Panorama do Mercado Imobiliário, o entusiasmo é geral com as expectativas para os próximos anos, tanto na retomada quanto no aquecimento do mercado. “Ainda mais por conta de toda essa política econômica que o Brasil está passando, que envolve a queda de juros”, frisou Freitas. 

Por fim, Marco Freitas enfatizou a participação no evento do Secovi Rio do diretor executivo de habitação da Caixa Econômica Federal, Matheus Neves, que apresentou projeções para o setor imobiliário em 2020. Segundo Freitas, “as novas políticas de financiamento imobiliário podem trazer uma facilidade maior para o consumidor final na tomada do crédito. A Caixa está estudando novas possibilidades para fazer essa implementação em breve. O intuito é facilitar ainda mais a aquisição de imóveis através de financiamento bancário”, concluiu o diretor da Primar. 

Projeções para o setor imobiliário em 2020 

No evento do último dia 13 também foram apresentadas projeções para o setor imobiliário em 2020. Algumas delas são a taxa Selic em 4,5% e o Produto Interno Bruto (PIB) na casa de 2,3% com expectativa de crescimento gradual entre este ano e 2021. Para os anos seguintes, a expectativa de crescimento do PIB será baseada na expansão do crédito e consumo. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tem previsão de 3,58% e o desemprego deve ficar na casa de 11,20%. 

Confira os indicadores econômicos com base no último ano:

perspectivas-tendencias-mercado-imobiliario-2020-tabela-indicadores-economicos-2019
Fonte: RDStation

>>Confira aqui mais detalhes sobre os indicadores econômicos

Preços dos Imóveis no Rio de Janeiro

O Secovi Rio divulgou dados em relação aos preços dos imóveis no Rio de Janeiro referentes ao primeiro mês de 2020. As informações são divididas pelas regiões da cidade e apontam as variações nos preços nos bairros do Rio

O sindicato da habitação também divulgou a quantidade de imóveis ofertados para venda e locação em janeiro de 2020:

Zona Sul
Venda – 39.134
Locação – 6.685

Zona Norte
Venda – 33.109
Locação – 4.260

Zona Oeste
Venda – 40.881
Locação – 5.945

Zona Central
Venda – 1.545
Locação – 366

Tipo de imóveis ofertados para venda em janeiro/2020 (em quantidade)

Apartamento: 83.817 – 73%

Casa: 16.913 – 15%

Cobertura: 12.080 – 10%

Quitinete: 1.859 – 2%

Tipo de imóveis ofertados para locação em janeiro/2020 (em quantidade)

Apartamento: 13.834 – 80%

Casa: 1.717 – 10%

Cobertura: 1.189 – 7%

Quitinete: 516 – 3%

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s