primar

7 dicas de segurança para preservar a vida durante enchentes

E mais: Confira outras 5 dicas de manutenção e prevenção a futuros alagamentos

A Primar lamenta pelos estragos ocasionados pela condição climática no Rio de Janeiro. Como para nós a segurança é prioridade, preparamos 7 dicas simples que salvam vidas durante enchentes:

  1. Evite áreas de alagamento. Dê preferência a lugares mais altos.
  2. Nunca enfrente a enchente ou permita que as crianças brinquem nas áreas de alagamentos, pois não é possível prever volume, força ou velocidade da água.
  3. Caso esteja em um veículo e a enchente ultrapasse o nível equivalente à metade da roda, deixe o veículo e procure um local seguro.
  4. Caso tenha sido surpreendido e esteja em um local onde há enchente, não ande às ruas ou próximo às sarjetas, pois pode haver bueiros abertos e outros objetos que podem provocar quedas ou armadilhas. Ande abaixo de marquises, aos cantos.
  5. Lembre-se de que a vida é o principal bem a ser preservado. Não desafie a natureza para salvar objetos pessoais.
  6. Evite o contato direto com a água, pois pode transmitir várias doenças, como a leptospirose.
  7. Cuidado extra com a eletricidade. Não trafegue em locais onde há corrente elétrica durante a enchente.

5 dicas simples para prevenção em caso de enchentes

A previsão de chuvas neste período do ano é intensa. Por isso, preparamos também 5 passos para considerar em seu condomínio para prevenir futuros alagamentos:

  1. Atenção às garagens: por comumente estarem em áreas de subsolo, as garagens são áreas de maior probabilidade de enchentes. Todo o subsolo precisa ter um sistema para escoamento da água e um reservatório compatível com a estrutura de seu condomínio. Mesmo assim, devido à intensidade das chuvas, é possível que o reservatório se encha e acione as bombas de recalque para lançar a água pluvial. Verifique se tanto sinal sonoro das bombas quanto o número de bombas estão funcionando e adequados ao necessário para seu condomínio. Garanta também que haja alguém treinado e apto para acionar estes recursos manualmente no condomínio, para o caso do local ficar sem energia elétrica.
  2. Confira as condições de telhados e calhas: mantenha as limpezas das calhas dos telhados e dos ralos ao menos a cada seis meses e troque sempre que houver telhas rompidas. Caso seu condomínio seja próximo a vegetação, é importante que esta manutenção seja realizada mais vezes ao longo deste período.
  3. Verifique a impermeabilização: poços dos elevadores, mantas das coberturas e áticos e esquadrias dos requadros externos precisam estar vedados.
  4. Seguros contra enchentes e outros desastres climáticos: caso esteja em regiões mais propensas a alagamentos e enchentes, considere contratar uma cobertura residencial e predial ainda mais completa, que mantenha seu condomínio segurado em eventos naturais de modo geral.
  5. Mantenha um fundo de reserva para imprevistos: mesmo com todas as prevenções, a natureza ainda reserva imprevistos, como as rajadas de vento 110 km/h desta quinta-feira (7/2/2019), que até o momento derrubou mais de 170 árvores caídas e gerou ao menos 10 pontos de alagamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s